# tbt ? A sigla de hoje é PFQ. Pode chamar de pefequê ou de Personal Friend Quarentener. No meu livro “Devaneios de uma Pandemia”, dediquei um capítulo a essa amiga que, mesmo morando a 1000 km de mim na pandemia, e ainda que não andássemos tão próximas assim (a vida leva e traz amigas, como ondas do mar), foi minha melhor parceira de conselhos, divisão de noias, dicas na medida certa e na hora cabida, companheira de madrugadas em claro, de gargalhadas por situações que aconteceram há séculos mas parece que foi ontem, de técnicas para conseguir todo tipo de artigo, e de choro, mesmo com a gente se esforçando pra fazer de conta que tá tudo normal – mães não contam nessa contabilidade, tá? Apresento a vocês Silvia, a pefequê do “Devaneios de uma Pandemia”. Nesta foto, tirada há dois anos, estávamos observando o nada e discutindo o que podíamos fazer. Hoje, continuamos olhando para o nada, já que 2020 nos roubou quase tudo – viagens, passeios, liberdade – na beira de um cânion, ainda que estejamos a milhares de km daquele lugar. Mas juntas, pensando: “e agora”?